Programas
Formação de Profissionais da Educação

Melhoria
da Educação

O Programa Melhoria da Educação proporciona formação continuada para gestores educacionais, tanto no eixo da gestão pedagógica quanto no da gestão administrativo-financeira. Seus princípios são: aliar teoria e prática; partir da experiência do território e valorizá-la; ressaltar o protagonismo das equipes das secretarias de educação na realização dos trabalhos; promover colaboração e troca de experiências inter e intra territórios; articular parcerias reconhecendo diferentes conhecimentos; e promover a redução das desigualdades na aprendizagem.

Em 2018, o Programa foi reestruturado em um processo que envolveu diagnóstico da atuação; oficina de redesenho; consolidação do documento base, que sedimentou as principais decisões estratégicas; seminário para escuta de especialistas e secretários; e, por fim, a estruturação dos ciclos para desenvolvimento das tecnologias.

A partir dessa nova concepção, a seleção dos municípios e arranjos territoriais parceiros passa a incluir consultorias, visitas técnicas e estudos de perfil de cidades com até 500 mil habitantes, que possuam mais de dez mil matrículas urbanas no Ensino Fundamental e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) abaixo da média nacional ou estadual. Já os arranjos territoriais devem atuar por meio de colaboração entre municípios e estados.

imagens de crianças estudando e sorrindo

Números

1.540
horas de formação
presencial
1.281
participantes diretos
111
municípios atendidos
11
estados
de quatro regiões
do país
96%
é o índice de aprovação
das formações

O Programa já
capacitou

Mais de 4.700 profissionais


1.161 municípios

Parceiros

Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS)

Ambiente
de Formação

O objetivo do Programa Ambiente de Formação é construir espaços de aprendizagem que se baseiem em cinco princípios: sejam ambientes reais e virtuais; promovam a troca de experiência entre os pares; valorizem as experiências prévias; privilegiem a prática e promovam a diversidade.

Propõe espaços de formação com conteúdos disponibilizados em diferentes percursos formativos. Em 2018, foram oferecidos os cursos:

Curso Avançado de Avaliação Econômica

Curso de Gestores: Avaliação Econômica de Projetos Sociais (Presencial e On-Line)

Letramento Matemático

Mediação de Leitura

Gestão de Projetos para Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

Gestão de Projetos PMDPRO (Presencial e On-Line)

Comunicação de Impacto para o Terceiro Setor

Comuniação de Impacto na Prática

Bebê a Bordo

Leitura para Bebês

Avaliação e Aprendizagem

Projeto para Organizações da Sociedade Civil (OSCs)

imagens de mãos trabalhando com cartolina

Números

15.408
foi o total de
matriculados nas
formações
1.241
matrículas nos cursos
presenciais
14.167
inscrições nos cursos
on-line

Parceiros

Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC)

Centro de Referências em Educação Integral

Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (CIEDS)

Insituto de Tecnologia Social (ITS)

Revista Nova Escola

Letras e
Números

O Programa Letras e Números promove ações que enxerguem a Língua Portuguesa e a Matemática como instrumentos de cidadania, deslocando a visão consagrada de que são “meras disciplinas” para o entendimento de que são elementos constitutivos da vida plena na sociedade.

Promove ou apoia ações de grande relevo, tais como: Escrevendo o Futuro, Leia para uma Criança, Prazer em Ler e Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) – esses dois últimos em parceria com o Instituto C&A, com o Instituto de Matemática Pura Aplicada (IMPA) e o Ministério da Educação (MEC).

Parceiros

Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC)

Instituto C&A

Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP)

Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA)

Instituto Sidarta

Ministério da Educação (MEC)

Rede Nacional de Bibliotecas Comunitárias (RNBC)

Leia para
uma Criança

Por meio do Programa Leia para uma Criança, o Itaú Social incentiva a leitura do adulto para e com a criança como uma oportunidade de fortalecimento dos vínculos e da participação ativa na educação desde a primeira infância. Pensando em seu desenvolvimento integral, procura ampliar o repertório cultural pela oferta de literatura de qualidade.

Para alcançar esses objetivos, seleciona livros infantis mediante edital. Em 2018, foram escolhidas para compor a Coleção Leia para uma Criança as obras “Quero Colo!”, de Stela Barbieri e Fernando Vilela, e “Pedro vira porco-espinho”, de Janaina Tokitaka.

Além da distribuição para pessoa física proporcionada pela campanha Leia para uma Criança, foi realizada uma distribuição com foco em escolas, bibliotecas, organizações da sociedade civil (OSCs) e instituições de assistência social. O objetivo é levar os livros a espaços que atendem famílias e crianças de localidades com maior dificuldade de acesso à leitura.

Outra forma de alcançar a população mais vulnerável é por meio das bibliotecas (kit com 100 títulos diversos). Em 2018, foram entregues 262 conjuntos para OSCs, escolas e bibliotecas que desenvolvem ações de leitura com crianças; e 1.200 em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social.

Desde sua criação, o Programa Leia para uma Criança distribuiu mais de 54,6 milhões de livros impressos. Cerca de 15 mil obras foram oferecidas em braile e com fonte expandida.

O Programa passou a oferecer em 2018 uma formação on-line em Mediação de Leitura, em parceria com o Laboratório Emília, visando potencializar o uso dos livros da coleção. As turmas receberam mais de 7.000 inscrições.

imagens da capa do livro Quero colo!

Números

3,6
milhões de livros foram
distribuidos
4.000
obras oferecidas em
Braile e com fonte
ampliada

Livros enviados
para

109
bibliotecas comunitárias
e públicas nas cinco
regiões do país
891
escolas munícipais de
educação infantil e
creches públicas e
comunitárias
98
organizações da
sociedade cívil (OSCs)
15
Secretarias Municipais
de Educação

Parceiros

Organizações da sociedade civil (OSCs)

Secretarias de Educação

Secretarias de Assistência Social

Escrevendo
o Futuro

O Programa Escrevendo o Futuro contribui para a melhoria do ensino da leitura e da escrita nas escolas públicas de todo país, por meio de ações de mobilização para a formação de educadores envolvidos no ensino da Língua Portuguesa.

Uma das iniciativas do Programa, o portal Escrevendo o Futuro é um ambiente de formação a distância que disponibiliza materiais para o ensino da leitura e da escrita. A plataforma promove a troca de experiências entre os usuários e o contato com desafios e soluções para a prática em sala de aula.

O Programa realiza, ainda, a Olimpíada de Língua Portuguesa. O concurso de produção de textos, desenvolvido em parceria com o Ministério da Educação, mobiliza professores e alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Em 2018, a Olimpíada passou por uma reformulação com o objetivo de aprimorá-la para atender às demandas dos docentes e às práticas de ensino, processo que envolveu várias etapas de mobilização, reflexão e escuta.

Na formação de profissionais de educação, foram realizados em parceria com as secretarias de educação 28 cursos presenciais, em 26 municípios, com a participação de aproximadamente 2.450 professores de Língua Portuguesa, coordenadores pedagógicos e técnicos de secretarias de educação municipais e estaduais. Por intermédio do portal, foram realizadas 65 turmas dos cinco cursos on-line, mediados ou autoformativos, com 15.660 profissionais inscritos.

Novidades

A seção Literatura em Movimento do portal Escrevendo o Futuro foi atualizada com entrevistas com escritores (Marcelino Freire, Lilia Guerra, Geovani Martins e Marcelo D´Salete), artigos e indicações literárias. Os conteúdos auxiliam os professores nas práticas pedagógicas.

O diagrama interativo Percursos Formativos lançou duas novas ferramentas - os planos de aula e as pautas de formação - que permite ao professor compartilhar seu trabalho com outros educadores.

A Revista Na Ponta do Lápis teve duas novas edições.

Novo curso on-line "Nas tramas do texto"

Números

2.450
profissionais
participaram de
formações especiais
em 26 munícipios
15.660
participantes se
inscreveram em 65
turmas on-line

Curso On-line

Turmas

Alunos Inscritos

Sequência Didática: Aprendendo por meio de Resenhas
Caminhos da Escrita
Leitura Vai, Escrita Vem
Avaliação Textual
Nas Tramas do Texto
30
29
3
2
1
1.350
1.344
6.482
4.491
1.993

Parceiros

Canal Futura

Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec)

Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed)

Ministério da Educação (MEC)

União Nacional dos Dirigentes Municipais (Undime)

Olimpíada Brasileira
de Matemática das
Escolas Públicas

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) tem como principal objetivo contribuir para a melhoria do ensino da disciplina no Brasil, estimulando alunos e professores no aprimoramento do conhecimento. O concurso é voltado a estudantes dos Ensinos Fundamental (a partir do 6º ano), Médio e Superior de instituições públicas e privadas de todo o Brasil. É realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada e pela Sociedade Brasileira de Matemática.

O Itaú Social oferece apoio na formação de professores do Programa OBMEP na Escola, formação de alunos do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC Jr.) e elaboração de material didático do projeto Livro Aberto de Matemática.

Números

1.300
professores recebem
formação por meio do
OBMEC na escola
6.500
alunos medalhistas
participam do PIC Jr.